Obrigada pelos seus dados. retornaremos em 48h em horário comercial pelo email ou telefone cadastrados. Se preferir ligue 11 43270297 ou envie email pelo call@duxcoworkers.com

As principais tendencias que podem revolucionar o mundo

Conheça as principais tendências que podem influenciar os resultados de negócios segundo a DUXcoworkers


Tendências que podem influenciar resultados de negócios segundo a DUXcoworkers

Trabalhamos com inovação, seja  ela em cidades, produtos e serviços. Somente em 2017 foram mais de 85 projetos investigativos realizados. E uma das nossas tarefas é realizar pesquisas em profundidade com design de experiência para diversos setores, como para start-ups e grandes empresas. Fazemos isso com a integração de inteligências locais e internacionais, trabalhando juntos para os melhores resultados. E um destes resultados compartilhamos agora com vocês: nossa perspectiva sobre as tendências que devemos estar atentos para os próximos anos.

Este artigo é um fragmento deste trabalho, que não para por aqui. Nossas pesquisas e projetos continuam, e acreditamos que vale a pena marcar uma conversa com sua empresa, caso tenha interesse em saber mais sobre algum dos temas aqui expostos.

 

TENDÊNCIAS COMPORTAMENTAIS

 

TENDENCIAS COMPORTAMENTAIS

São aquelas que indicam um termômetro do que as pessoas buscam para suas vidas, do que se aproxima de seus valores de convivência social.

Êxodo

O fenômeno ocorre principalmente nos grandes centros, onde caos urbano diagnosticado pelo excesso de carros, poluição, falta de segurança, preços exorbitantes e escassez de tempo para o lazer não permitem que pessoas possam realizar parte de seus sonhos. Sair dos grandes centros e tentar a vida em uma cidade ou uma vila no interior parece uma tendência, inclusive de maneira cooperada ou coletiva.

Cultura local

A retomada ao seu e valorização da produtos culturais nacionais, assim como resgate de um tempo que não viveu mas que trouxe para a comunidade a sensação de pertencimento. Com tudo isso a valorização dos aspectos locais estão crescendo.

Trabalho Autônomo

Em busca de qualidade de vida e equilíbrio de jornada de trabalho, alguns profissionais dos diversos setores da economia estão tentando a experiência de administrar seu tempo como autônomos.

TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS 

 

TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS

São tecnologias em que existem um forte aporte de indústrias para a sua popularização. Conseguiram ao longo do tempo reduzir o seu preço de produção e o tamanho, tornando-se mais próximas da vida das pessoas.

Internet of Things

A possibilidade de digitalizar dados mecânicos, analógicos e trabalhar essa informação na prestação de serviços ou na experiência tem movido uma legião de makers e criativos em experimentos com máquinas, objetosae computadores.

Wearables

Com o processo de digitalização e a tecnologia voltada ao uso, muitos objetos que fazem parte da nossa vida e não possuem interação digital estão sendo transformados em devices capazes de nos conectar com as informações mais relevantes  para um diversos cenários de uso.

Máquinas

Máquinas que antes eram disponíveis apenas em processos industriais de grande escala agora podem ser usadas por hora, por qualquer pessoa. São as oficinas makers colocando à disposição da comunidade a chance de criar e empreender.

TENDÊNCIAS DE GESTÃO

 

TENDÊNCIAS DE GESTÃO

As pessoas buscam mudanças comportamentais e a tecnologia permite que esses anseios sejam saciados por elas mesmas. Isso faz as empresas repensarem diretamente seus processos de administração, produção e valores para uma nova geração, pois a população tem a tecnologia em suas mãos e ao mesmo tempo uma sede por mudanças imediatas.

Co-criação

O processo ainda é parte de grandes agências, mas está se formatando para um modelo mais amplo onde todos podem criar. Equipes multidisciplinares e cliente envolvidos no processo de criação desenham o caminho das ideias de um jeito que promove pequenas validações antes da concepção e aprovação.

Sprint

Definir autonomia para o grupo de projeto, trabalhar o mecanismo de gestão e entregas de produtos a curto prazo para serem avaliadas e testadas em uso tem sido uma tendência. Grandes fluxos de produção ainda tem sua vez, mas precisam ser bem arquitetados parte a parte.

Thinking

Ao mesmo tempo que em um projeto e os modelos de gestão caminham para o ganho de agilidade, aumenta a necessidade investigativa da ideia e do comportamento dos usuários. O processo de concepção verticalizado tem sido quebrado pelo modelo de design thinking, que é multidisciplinar e leva a empatia do começo ao fim na busca de um propósito maior para as nossas ideias, buscando criar produtos que possam refletir em longo prazo de boas ações e trazer um ganha-ganha social-econômico.

Horizontalização

O reflexo da corrida produtiva, busca da felicidade equilibrada entre horas de trabalho e lazer, o crescimento de um modelo de trabalho autônomo e um mercado de trabalho jovem está fazendo com que as empresas antecipem-se para a horizontalização das suas operações e valores. Para isso, a exigência é de um time comprometido, voltado à busca do crescimento como organização, porém, altamente crítico em relação aos valores e processos da empresa. A autonomia é uma das características desse modelo, assim a agilidade de tomada de decisões e a responsabilidade coletiva de sucessos e insucessos. Isso é o que busca uma nova geração de trabalhadores que inspiram os anseios de quem já está no mercado há tempos, pois reflete um mecanismo de gestão que assume riscos coerentes junto com a mudança comportamental que vivemos na busca por inovação.

TENDÊNCIAS DE MERCADO

 

TENDÊNCIAS DE MERCADO

Em épocas de crise, é natural que empresas e profissionais estejam falando tanto sobre criar parâmetros de crescimento e métricas de gestão. Para os mercados mais ambiciosos, todo cuidado é pouco. Não necessariamente essas métricas devem ser números, pois ao mesmo tempo que crescem os parâmetros e a inteligência de Big Data, ou seja, dos dados que circulam por arquivos, hardwares e internet, cresce também a humanização de marcas e robôs e a necessidade de se criar métodos de análises qualitativas para entender com profundidade o comportamento dos usuários e não criar sistemas ou marcas que aprisionam, não permitindo aos seus usuários ou consumidores o processo fluído de decisão.

Digitalização

Digitalização de máquinas industriais, equipamentos eletrônicos, processos, formas de pagamento e modelos de arquivos, inclusive de validação pessoal.

Local Marketing

Com o crescimento da economia global, surge um fenômeno circular, que leva pessoas a valorizar características das suas próprias regiões, seja bairros, cidades ou vilas. Isso reflete tanto na música, (Folk, Sertanejo); nas cervejas, com as marcas de bairros (Broklyn Mooca), entre outros.

Data Inteligence

Na Era da Informação, nunca antes produzimos tantos dados. Em um cenário de crise mundial e transformações, trabalhar esses dados e ter acesso a eles acaba sendo determinante para a sobrevivência de grandes empresas. Usar a inteligência das informações para gerar competitividade e inovação tem sido o objetivo principal dos grandes monopólios de serviços ou produtos. O acesso a esses dados é caro, mas é facilitado pela www. Por isso, investir em CRM e Business Inteligence se torna um divisor de águas. Mas vale atentar-se que dados não funcionam sem pessoas inteligentes e coerentes para que nossas decisões se tornem mais éticas e mais humanas.

Metrificação

Ao mesmo tempo que os dados aumentam, existe uma necessidade de se criar parâmetros. Mas estes parâmetros acabam tendo significados e quando tentamos correr contra o tempo para entender esses parâmetros, vamos no que “me disseram que isso é bom” versus “me disseram que isso é ruim” e deixamos de pensar na coerência da informação. Ao mesmo tempo em que surgem novos parâmetros de decodificação de dados, deve-se aumentar o bom senso e a avaliação caso a caso.

Humanização de marcas e robôs

Com o excesso de tempo dedicado ao trabalho e à tecnologia, existe um fenômeno que é a tentativa de humanizar características de marcas para aproximá-las das pessoas, e até mesmo de se criar robôs que emulem comportamentos humanos, como chat bots.

Economia Circular e Cooperativa

Em boa partes das palestras dos eventos, Big Data, Wearbles, Internet das Coisas são os principais temas. E a maioria dos especialistas tratando sobre estes assuntos são da área da saúde. A Monica Araújo, diretora do Hospitalar, comentou no blog oficial do evento:  “Parte das inovações que aqui serão apresentadas estão ajudando a mudar o mundo. Nunca o Brasil precisou tanto delas. Em nenhum momento da história moderna o paciente teve tanta tecnologia para reduzir seus males clínicos, principalmente aqueles mais oprimidos, que talvez nunca na vida tenham ido ao médico, mas que poderão falar com ele através de uma simples linha de telefonia móvel”.

 

Para encerrar, vale o reforço do convite: agende uma apresentação na sua empresa pelo e-mail call@duxcoworkers.com com o título "Tendências - Reserva de Agenda", adoraríamos conversar sobre essas e outras perspectivas para 2018. É só chamar.

Temas relacionados



TOPO